Nossas diversas saúdes

Antes de falar um pouco sobre cada uma das nossas saúdes, é bom deixar clara a definição do que é saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) - organismo internacional da saúde pública, que faz parte da Organização das Nações Unidas (ONU) – define saúde como "o estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não somente a ausência de enfermidade ou invalidez".

Temos aí uma definição que procura abranger o ser humano na sua totalidade. Ou seja, saúde, além da ausência de enfermidades, é ter um equilíbrio em todas as áreas essenciais para a nossa vida.

E é algo que a medicina integrativa tem abraçado fortemente desde o seu início: olhar o paciente em seu todo, desde os sintomas da sua doença, até os possíveis gatilhos para que ela se manifeste, compreendendo como este paciente se vê e se cuida, como são as relações dele nos diversos papeis que exerce, tanto na família, quanto na sociedade e como isso tudo o afeta.

A relação do ser humano em diversas áreas, tudo o que o cerca e o compõe, tem sido descrito por meio de termos como as diversas saúdes que possuímos. É por isso que é comum vermos e ouvirmos falar sobre as três, cinco, oito saúdes em diversos meio de comunicação e entre profissionais da saúde e bem-estar.

Acredito que as principais saúdes das quais temos que cuidar são:

  • Física
  • Espiritual
  • Mental
  • Social
  • Familiar
  • Financeira/profissional
  • Intelectual
  • Ecológica

Nos meus próximos artigos vou abordar cada uma delas, compartilhando dicas e falando dos principais vilões para as nossas diversas saúdes.